Buscar
  • Fael Fernandes

Sem crise, mercado de óculos aposta em moda para continuar bem


Solução de problema de visão ou acessório para arrasar no look: independentemente da sua situação, não dá para passar batida (o) pelos lançamentos de óculos. Atrás das principais novidades do setor, o BAZAR foi conferir a Expo da Associação Brasileira da Indústria Óptica (Abióptica). Se alguns setores da economia ainda amargam dificuldades, quem vende óculos vê o mundo cor de rosa. Segundo o presidente da Abióptica, Bento Alcoforado, o faturamento cresceu 7,4% em 2017, quando as vendas totalizaram R$ 21,04 bilhões. Ainda não há projeção oficial, mas a expectativa é de que o mercado óptico continue em alta. “Com o envelhecimento da população e a incorporação cada vez maior dos óculos como moda e comportamento, tudo leva a crer que até 2020 voltaremos ao crescimento de 20% ao ano, como tínhamos até 2013”, diz ele. O que vai bombar Os óculos escuros devem estar na dianteira dos bons números na Bahia. “Esperamos um aumento de 30% dessas vendas no estado. Há muito sol o ano todo e  o comércio informal ainda é grande”, explica Joyci Lin, CEO da GO Eyewear, maior produtora nacional de armações solares e de receituário do país. Nas armações, as apostas são diversas. “Vamos ver muita coisa maximalista, mas também muita minimalista. Lentes em degradê e coloridas, especialmente na cor purple (roxo), surfando na onda do ultravioleta, o pantone do ano. O formato clip-on também ganhará força”, afirma Christiane O. Nunes, chefe de marketing da GrandVision by Fototica, que só em Salvador tem 26 lojas. Outra forte tendência é a mistura de materiais, como plástico e titânio, por exemplo, numa mesma armação. Em alguns casos, há até a mimetização de outros materiais, como uma haste de plástico que imita perfeitamente madeira.


Fonte: Correio 24 horas

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Setor óptico cresce 3,7% no primeiro trimestre de 2019

Levantamento foi realizado pela Associação Brasileira da Indústria Óptica (Abióptica). Entidade atribui saldo positivo ao otimismo em torno da retomada econômica Após encerrar 2018 com queda de 2,1% e

Setor óptico nacional enxerga retomada para 2019

Depois de anos enfrentando altos e baixos na receita, o setor óptico acredita em uma real retomada de crescimento da indústria óptica neste novo cenário brasileiro. Assim como a maioria dos setores qu